Capital Nacional do Milho

 

PATOS DE MINAS

Rainha do Alto Paranaíba, Patos de Minas é uma bela cidade. Está localizada a 415 km de BH e é considerada cidade modelo no sistema de irrigação de lavouras. O nome Patos de Minas é uma referência à quantidade de patos que habitavam as lagoas da região. A cidade já teve seu nome mudado para Guaratinga, mas por insatisfação da população o município foi, finalmente, batizado de Patos de Minas.

640px-Centro_Administrativo_do_Unipam2

Patos de Minas - CópiaPatos de Minas 2

Créditos das imagens: Max Milliano Melo – Fonte: www.pt.wikipedia.org – Imagem 1: Centro Administrativo Unipam (CC BY-SA 4.0) / 2: Lagoa Grande, em frente à Rodoviária (CC BY-SA 4.0) / 3: Catedral de Santo Antônio (CC BY-SA 3.0)

TURISMO EM PATOS DE MINAS

O principal atrativo turístico da cidade é a Festa Nacional do Milho, a famosa e conceituada FENAMILHO. O evento acontece na última semana de maio e primeira semana de junho, Com isso atrai, anualmente, para a cidade cerca de 400 mil turistas.

A Fenamilho é um dos maiores eventos do estado e a festa mais aclamada pelo povo de Patos de Minas e visitantes, com atividades como shows, bailes, desfiles, festivais gastronômicos, feiras de gado e de máquinas agrícolas, viabilizando para seu público excelentes oportunidades de negócios.

A cidade também faz parte do Circuito Turístico Tropeiros de Minas ligado ao turismo rural, hotéis fazenda e gastronomia típica do interior mineiro.

O MILHO

O milho é um cereal muito utilizado no mundo como alimentação para humanos e animais. É imensamente usado na culinária brasileira em cremes, sorvetes, sopas, sucos, pamonha, curau e saladas, além de óleo. Também é utilizado para produção de biocombustível.

Milho assadoMilho verde

3175220962_80f172c720_zPamonha

Créditos – Imagem 1: Robert Gray (CC BY 2.0) / 2: Aimee Steen (CC BY 2.0) / 3: Giselli Carvalho (CC BY 2.0) / 4: Garfada (CC BY-SA 2.0) – Fonte: www.flickr.com

Enquanto verde, o milho é um dos maiores atrativos das festas juninas, envolvendo a pamonha e o curau. E até mesmo cozido. Mas a pamonha sai na frente em relação à quantidade de fibra. Mas é importante salientar que tem o dobro de carboidratos em relação ao curau. Para cada lote de 40 pamonhas é necessário o sumo de 50 espigas de milho verde raladas. Após a adição de 2 kg de açúcar cristal, uma colher de chá de sal e 200 mililitros de óleo, bem misturadas e acondicionadas em palhas de milho trançadas e amarradas, após 45 minutos em água fervendo, ficam prontas para serem consumidas.

Mediante criação de lei federal, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, foi instituído o dia 24 de maio como “O Dia Nacional do Milho”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *